Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 18 de Janeiro de 2020. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 
26/11/2018

Mais Médicos

Presença de intercambistas cubanos é maior em municípios mais desenvolvidos e do litoral


A lógica de distribuição do Programa Mais Médicos (PMM) alocou a maioria dos intercambistas em faixas litorâneas e próximas aos centros mais desenvolvidos do Brasil. Não interferindo, portanto, na melhoria de acesso à saúde em localidades conhecidas pela existência de vazios assistenciais. Segundo informações oficiais analisadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), até o anúncio de rescisão do acordo, os cooperados cubanos representavam cerca de 52% da força de trabalho do PMM e estavam distribuídos em 2.533 municípios.

As informações disponíveis no Sistema Integrado de Informação Mais Médicos (SIMM) mostram que 45% dos cooperados cubanos estão em municípios do Sul e Sudeste, que, por sua vez, já concentram cerca de 70% dos médicos brasileiros ativos. No Sul, estão 15,9% dos cooperados; no Sudeste, há 28,9%. Os estados que concentram o maior número de cubanos são: São Paulo (16,6%), Bahia (9,8%), Rio Grande do Sul (7,4%), Minas Gerais (7,1%) e Pará (6,3%).

A proporção dos 8.233 cooperados em relação à população ativa dos médicos por Estado representa 1,8% desse universo. Eles são menos de 2% da população ativa de médicos de oito estados: Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Capitais e grandes centros – Do total de intercambistas cubanos, 13,9% estão baseados em municípios com população entre 5 mil e 10 mil habitantes; 43,4% ficam em localidade de 10 mil a 50 mil habitantes; 32,5% atuam em municípios de 50 mil a 500 mil habitantes; e 24% em municípios a partir de 500 mil habitantes. Ao se avaliar a lógica da distribuição em função dos índices de desenvolvimento humano, percebe-se que o grupo também está, em sua maioria (69%), nas cidades com IDHM médio, alto ou muito alto.

Em outros 10 estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins), essa proporção fica entre 2,1% e 4% da população ativa de médicos brasileiros com CRM. Ao avaliar o porte populacional dos municípios que abrigam 8.233 intercambistas cubanos, percebe-se que a presença deles é proporcionalmente mais significativa nos municípios maiores.

Dos 20 municípios com maior número desses profissionais, 15 ficam no estado de São Paulo. Apenas a capital paulista, Campinas, Limeira e Jacareí, por exemplo, concentravam quase 200 cubanos. Apenas uma cidade fica no Nordeste (Ceará) e um no Norte (Amazonas). Dentre esses municípios, que têm maior quantidade de cooperados, dois são capitais (São Paulo e Rio de Janeiro), com populações superiores a 6 milhões de pessoas. O maior grupo individual de intercambistas está na cidade de São Paulo (SP). O município do Rio de Janeiro fica em quarto lugar nesse ranking, com 39 profissionais.

Na análise desse grupo, constata-se que dois dos 20 municípios têm mais de 1 milhão de habitantes. Três apresentam populações entre 500 mil e 999 mil moradores. Seis cidades possuem entre 300 mil e 499 mil habitantes. Sete contam com população entre 100 mil e 299 mil pessoas e apenas duas cidades têm menos de 99 mil habitantes. As distâncias de 17 municípios das capitais de seus estados oscilam de 14 km a 168 km.

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2020 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3300-5400 e 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 09h00min às 18h00min