Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 18 de Agosto de 2017. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 

Está ficando cada vez mais difícil mostrar aos jovens o encantamento desta profissão. Nós, os mais velhos, chegamos a ela com a inspiração mágica de quem descobre um modo de ser feliz. Os meninos de hoje ao escolher sua profissão não suspeitam o que a medicina pode realmente lhes oferecer. A tendência dos jovens é ficar longe de profissões em conflito. A medicina é hoje uma profissão em conflito.

 

Todos os que tentam explicar a intensidade crescente do clamor do povo nas ruas, citam fatos e circunstancias, mas há um pasmo geral pela densidade dos protestos que revelam uma demanda de indignação reprimida, a ponto de uma simples revolta pelo aumento do preço de passagens ter servido de gatilho para um movimento que não parece ter data para terminar. O que impressiona mais é a mudança de atitude de um povo que aparentava alienação e que, de repente, se descobriu poderoso e indomável.

 

 

Mario Vargas Llosa, Prêmio Nobel de Literatura de 2010, em seu ensaio sobre a cultura de nosso tempo, retratado na obra La civilización del espectáculo (Ed. Alfaguara, Buenos Aires, 2013), descreve a opção das sociedades de hoje pelo inculto, superficial e efêmero, em detrimento da cultura mais lapidada, profunda e duradoura.  
 

 O interior do Rio Grande e do Brasil é caracterizado pelo difícil acesso e por serem locais inóspitos. Os Brasileiros ocupam todo esse território e por eles somos responsáveis. Segundo a simplista e simplória idéia, o assunto de importação de médicos cubanos desponta como solução para os problemas de saúde do povo. Deve haver outros interesses não revelados, o que desmerece muito a proposta. A acusação de corporativismo feita pelos prefeitos pondo a culpa nos médicos ...

 Já há alguns anos o governo federal insiste em facilitar o ingresso no país de médicos formados em Cuba, sob o pretexto de que os médicos brasileiros rejeitam trabalhar nos lugares mais distantes do nosso imenso território.  Agora, o governo anuncia que irá contratar 6 mil médicos cubanos.

 

A remuneração por tabela do SUS, com baixos valores - desatualizada há mais de 10 anos -, e a contratualização dos serviços hospitalares com repasses cada vez mais defasados, aumentam o prejuízo econômico na área da saúde e provocam uma série encadeada de problemas que atingem o atendimento médico-hospitalar no Rio Grande do Sul.

 

  "Nesta semana a média de idade da UTI diminuiu 40 anos”, comentou, consternado, um dos atendentes de uma das UTIs de um dos hospitais de Santa Maria. Todos os enfermos, de qualquer idade, merecem toda a atenção. Mas a ocupação maciça e súbita por tantos jovens é absolutamente chocante. E é uma das características mais marcantes do que aconteceu, do que está acontecendo e do que vai acontecer na comunidade local e que se estende por todo o Estado, o País e até no mundo inteiro.

<...

 Em pesquisa nacional encomendada pela Associação Paulista de Medicina e pela Associação Médica Brasileira, com apoio do Conselho Federal de Medicina, ficou claro que as operadoras, planos e seguros de saúde não gozam de bom conceito junto à população e aos médicos. Os médicos atribuem, em média, nota 5 aos convênios, numa escala de zero  a 10.

Os médicos (92%) denunciam que sofrem sempre algum tipo de interferência em seu trabalho. As principais são a glosa...

 Ao promover eventos como os fóruns ‘Aspectos Atuais, Éticos e Legais na Prática Médica’ e ‘Auditoria em Saúde’, e trazer para o Estado, em parceria com o CFM, o Fórum Nacional de Urgência e Emergência, o Cremers busca estimular o debate e a reflexão sobre temas que fazem parte do cotidiano da atividade médica.

 Os médicos costumam dizer que, uma vez feito o diagnóstico, é possível fazer o tratamento. O diagnóstico das causas da superlotação das emergências já está feito por todos os gestores, conforme se constata seguidamente nos meios de comunicação. Segundo eles, a população deve mudar sua cultura e procurar atendimento nos serviços de medicina de família, postos de saúde e pronto-atendimentos (UPAs).

 


 Primeira Página   [1]  [2]  [3]  [4]   [5]   [6]   [7]   Última Página

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Inscrição Médicos Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código de Ética Médica Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2017 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 08h40min às 18h00min